DIa Mundial do Design Gráfico.

27 de abril de 2012


Parabéns a nós e aos que gostam de nós!

44 comentários:

  1. olá inês!
    tenho seguido o teu blog e achei realmente bonita a tua história com o Gonçalo, fazem um casal muito querido! Por isso, os meus parabéns!
    a verdade é que na procura de informações sobre design (sim porque estou a terminar o 12º ano e chega a altura de escolher o curso), acabei por encontrar o teu blog por mero acaso e ainda bem.
    também sou flaviense.
    sei que deves passar pouco tempo no blog, já trabalhas suponho visto que te vi falar num estágio aqui no blog ou algo assim e não te quero roubar tempo.
    sou apenas uma rapariga com algumas dúvidas sobre o seu futuro que sensibilizaste com o teu blog.
    tu sempre soubeste que querias seguir design? eu estou muito indecisa entre essa área e arquitetura..
    continua a escrever e nunca largues isto, há muitos pessoas que, de certo, seguem este teu blog! parabéns e tudo de bom para a tua vida, para os teus projetos e claro, para o teu blog!

    beijinhos, neuza

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Neuza!

      Fiquei muito contente pelas tuas simpáticas palavras. E que bonita coincidencia! As 2 flavienses ;)

      Ora bem, realmente ando muito ocupada! E o meu blog andou muito parado estes tempos, mas há coisa de 2 semanas voltei à carga ;) Já tinha saudades deste meu companheiro.

      Sobre a tua dúvida, eu neste momento já não estou em estágio, já terminei, entretanto já trabalhei em mais 2 empresas e agora trabalho por conta própria. Eu e o Gonçalo (como somos ambos designers) criámos o nosso colectivo onde temos os nossos clientes e é disso que vivemos.

      Se sempre quiz ser designer, não. Aliás, eu era como tu, andava entre o design e a arquitectura. Para ser sincera, pendia mais para a arquitectura porque era uma coisa que queria ser desde pequenina. Mas com o aproximar do fim do secundario e por estar em artes e ver o outro lado das coisas, o lado mais criativo, resolvi ir para design, mas mesmo assim ainda puz arquitectura na primeira opção! mas já a saber que o mais provável era não entrar por causa da média (que foi o que acabou por acontecer, felizmente).

      Só tu saberás o que achas que te fará mais feliz. Claro que eu sou suspeita ao dizer que escolhia design. Mas que realmente é uma profissão divertida é! E que dá trabalho e que puxa muito pela cabeça (bem mais do que se julga) sim! bastante! Mas vale a pena : )
      Agora que ouviste a minha opinião, o ideal seria tb ouvires a de um arquitecto para a coisa não ficar suspeita! eheh

      Se quiseres falar mais um bocado, manda-me um e-mail (inesgfreitas@gmail.com) terei todo o gosto em esclarecer-te as tuas dúvidas ;)

      Beijinhos e obrigada pelo incentivo no blog!

      Eliminar
  2. oh a serio? obrigada, que querida!
    eu já falei com alguns designers e arquitetos, o problema é que os arquitetos nunca me dizem nada em concreto. gostava de saber o que fazem no dia a dia e assim. Mas como os meus pais conhecem alguns vou tentar falar mais com eles ahaha
    eu acho que me cativa mais o design, acho mais divertido e variado, na verdade eu gosto de fazer um pouco de tudo dentro do design. O que me assusta é mesmo a criatividade. Eu considero-me criativa mas será que naqueles momentos que dependemos de pessoas e até mesmo só de nós, será que nesses momentos virá a inspiração? Há tantas dúvidas..
    Eu estive a ver cadeiras em design e assim e vi que eles têm cadeiras que ensinam a encontrar essa criatividade, claro que depende muito de nós, mas realmente vi isso.
    Eu vi que andaste na ESEIG acho, como te disse, ando a seguir o blog, acho super produtivo pelas tuas experiências de vida e não só. E eu também ainda não percebi muito bem a diferença entre uma universidade e um instituto politécnico, é o mesmo?
    Já com as médias não estou assim tão preocupada, apesar de não ser barra a matemática, tenho sorte que muitas pedem prova de ingresso de Geometria Descritiva e como tirei 20, apesar de ter média geral de 16.8 por aí, o exame sobe-me para 18,2/18,3 a media.

    obrigada pelo teu tempo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, dos arquitectos que conheço e tenho um bem próximo que é o meu pai, o dia a dia mói um bocado a cabeça, tb têm que ser criativos e técnicos ao mesmo tempo e dps há muitas burocracias. No que toca a saídas profissionais também me parecem mais escassas. O meu pai até ficou contente que eu tivesse seguido pelo design e n pela arquitectura que já viu melhores dias. Mas ao mesmo tempo, a profissão do designer ainda não atingiu a credibilidade que merece e muitas vezes no que toca a valores, a coisa nunca é muito justa.

      Agora no que toca à criatividade, sim, há dias que ela teima em não vir e tu tens prazos a cumprir e é um bocado atrofiante mas são ossos do ofício! Tenho dias que me correm lindamente como tenho outros que parecem um pesadelo, mas é mesmo assim, tens que estar pronta para isso, e o mesmo acontece na arquitectura apesar de ser uma criatividade diferente, não dependes só dela.

      Sim, na faculdade ajudam-te a encontrar mts caminhos, treinam-nos para abrir horizontes que indirectamente te tornam mais criativa, mas tu também ja tens que ir com o espírito para isso. Sim, andei na ESEIG, uma óptima escola e diferente de todas as outras (cá em Portugal) porque para entrares lá tens que concorrer muito antes das candidaturas finais (até acho que é agora em Março) e dps enviar um portfolio dos teus trabalhos e se gostarem de ti ainda tens que ir a uma entrevista! E so depois de passares todo este processo é que te podes candidatar à escola. Sinceramente hoje em dia já n há diferenças entre politecnico e faculdade, só muda o nome, a credibilidade no mercado de trabalho é a mesma! O que importa é o trabalho que apresentas às pessoas. Pelo menos a mim nunca foi factor de decisão.

      Mas lá está, só tu saberás no que te sentirás mais realizada : )

      Eliminar
  3. pois, isso do portefólio..eu não ando em artes. eu ando em ciências e tecnologias, escolhi essa área porque na altura não sabia ao certo o que queria e não escolhi artes por ser uma área mais limitada.
    e agora que vejo mais fotos do teu portefólio, acabei de perceber que o teu pai foi meu explicador ahahaha. que coincidência! o teu pai chama-se Florêncio?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheh por acaso chama sim! Oh que raio de mundo pequenino o nosso! :)

      Eliminar
    2. Bem me parecia!
      Já tenho saudades de geometria, e daquelas 4 horas semanais da explicação com o teu pai. Adorava esse tempinho.

      Eliminar
    3. eheh sim! O meu pai tem uma maneira muito peculiar de ensinar geometria e gosta muito de conversar, por isso compreendo bem esse tempinho que falas : )

      Já falei com ele de ti! Os teus pais conhecem-me bem, pelo menos de quando era pequenina! Era a tua mãe que me levava para o infantário! Ou seja, esta coincidência tornou-se ainda mais engraçada!

      Olha, espero que as nossas conversas te tenham deixado menos confusa no que toca ao teu futuro profissional. Depois quero saber a escolha!

      Eliminar
  4. A sério? Não sabia! Eu andei no infantário Maria Rita, ultimamente mais conhecido por Infantário de Chaves. é capaz. Moro relativamente perto de tua casa. Moro na Formiguinha, ao pé do estádio.

    Estou mais esclarecida sim! O meu problema também é o receio de não arranjar emprego, isto não está fácil.. Muita gente me diz que vou é para o desemprego se seguir uma destas áreas mas eu não gosto de mais nada acho eu.. Tudo o resto me é totalmente indiferente..

    Sim, claro, depois digo! Depois de todo este tempo que perdeste a falar comigo não é mais que a minha obrigação, ora essa! ;)

    Beijinhos e tudo bem bom! Eu lá vou falando.. Deves estar sempre a contar os minutos todos pelo que vejo no blog! Mas isso é bom, nunca te esqueças. É melhor viver numa correria e gostarmos do que fazemos do que ter imenso tempo e não ter nada para fazer. Que tudo continue a correr bem e caso vás à tv (sim porque já vi algo sobre ires ao curto circuito) avisa-me! Terei muito gosto em ligar a televisão e ouvir falar dos teus projetos e do Gonçalo! Muita força e que tudo continue a correr maravilhosamente bem!

    ResponderEliminar
  5. A serio! Pois, foi nesse que tb andei :)

    Ainda bem que ficaste mais esclarecida! Quanto ao desemprego, infelizmente é um mal geral, mas vamos acreditar que isto vai ter melhores dias!

    Realmente ando sempre numa correria ( e sim, é da boa! Adoro o que faço ), mas arranjo sempre maneira de cá vir, para além de que agora me comprometi a actualizar este meu espaço com mta mais frequência até porque me faz mt bem! Fico portanto à espera de notícias tuas :)
    Quanto à ida à tv, isso já aconteceu mas na altura não partilhei no blog porque ele andava parado, mas podes ir ao nosso facebook ver >inelo design < e assim tb vês os trabalhos que andamos a fazer.

    Bem menina, td de bom para ti! Vai aparecendo ;) Beijos

    Bem menina, td de bom para ti e vamos falando! Beijos

    ResponderEliminar
  6. Isso do desemprego assusta-me um bocado. E nesta profissão mais vou confessar. Por exemplo custa-me perceber como trabalhas assim por conta própria. Ou mesmo como as pessoas chegam a ti ou como consegues integrar alguma empresa e assim.

    Obrigada por tudo Inês, és uma simpatia.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, não posso mentir, o desemprego é assustador e na nossa área é sempre tudo muito incerto!

      Quanto a trabalhar por conta própria, no meu caso, comecei por trabalhar para empresas onde aprendi muito e a integração correu sempre bem (não te podes esquecer que toda a gente passa pelo mesmo) e fui ganhando experiência, o que me permitiu ter bagagem e criar um portfólio com tudo o que fui fazendo e é assim que as pessoas chegam a nós. É essencial termos um site ou então um portfólio on-line (existem imensas plataformas, por exemplo o Behance é optimo) e depois conforme vais tendo um cliente ou outro, a mensagem vai passando e é um bocado por passa palavra entre clientes e o nosso site vai crescendo.
      Hoje em dia já temos uma carteira de clientes porreira e é um bocado por aí : )

      Ora essa! Qualquer coisa que precises já sabes!

      Beijos

      Eliminar
  7. O que me assusta mais é não ter nenhuma empresa a procurar designer's e assim. Pois mas também acho que, a nível de emprego, quase nada é certo em Portugal neste momento, só medicina mesmo. Alguma vez pensaste em imigrar por uns tempos? E Erasmus, fizeste?

    Boa Páscoa, para ti e para os teus!
    Beijinhos, inês designer! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (desculpa a demora na resposta, estes dias têm sido a mil!!)

      Por acaso nunca pensei muito a sério sobre emigrar porque sempre fui tendo trabalho, mas se um dia me vir aflita, talvez possa ser uma hipótese! Mas enquanto for possível é por aqui que quero estar : )
      Mas fiz Erasmus sim! E é uma experiência que vale muito a pena! Fui para Inglaterra, gostei muito mas também senti muitas saudades do nosso belo país! Mas aconselho a toda a gente passar por essa experiência porque nos enriquece muito mesmo.

      Obrigada menina, boa páscoa para ti também!
      Vir a Chaves sabe bem!

      beijinhos

      Eliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. A mim assusta-me um bocado por causa do Inglês, sei o básico e desenrasco-me, até mais com estrangeiros do que propriamente com portugueses porque não me vão julgar, vão é tentar perceber algo do que eu digo ahaha.
    Quanto ao curso ainda estou indecisa entre Arquitetura e Design. Eu fui para a área onde estou por ter mais saídas. Quando entrei para o 10º ano não sabia ao certo e fui por esse mesmo motivo. Estou em Ciências e Tecnologias com Geometria como já referi, acho eu. A verdade é que desde pequena que tenho queda para as artes. Metia-me em muitas atividades extracurriculares ligado a isso: ballet, música, acrobática e etc. Mas com a entrada no 5º ano tive de começar a fazer escolhas por ter que gerir mais o tempo. Aí ainda desenha, tinha EVT e assim. O problema foi a partir do 9º ano, escolhi Visual e ninguém queria quase e não abriu, ainda chorei por causa disso ahaha :'). Devido às circunstâncias fui-me desleixando a esse nível, também pelo tempo que era mais escasso e pronto, já deves imaginar.... E hoje percebo o mal que fiz.. Percebi que odeio Medicina, mas isso nunca gostei. Percebi que não gosto de Engenharias, odeio Física, só gosto de Química e não quero nada com isso. Economia nem pensar e Letras e Humanidades nunca me despertaram muito. A verdade é que a disciplina que mais gozo me dava estudar era Geometria, estava horas naquilo e parecia que o tempo não passava! Sentia-me bem. Acho que por isso posso perceber um bocado que talvez tenha saudades disso, de desenhar. E acho que me fazia feliz uma dessas coisas. Gostava de ter mais certezas, já falta tão pouco para decidir, cada vez menos :s Ah....
    E não te preocupes, já agradeço o tempo que dispensas a responder Às minhas mensagens. Desta vez exagerei bastante no tamanho, desculpa! :/
    Espero que, apesar de andares numa correria, nunca te falte trabalho. Acho que adoras o que fazes pelo que dizes e que leio no teu blog e que nunca deves perder esse brilho pela tua profissão! TUDO DE BOM! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes que isso do Inglês também não era propriamente o meu forte mas depois de lá estares de teres que conviver constantemente com a língua, acabas por entrar na onda sem te aperceberes!
      Da maneira que falas da Geometria e dos receios todos que tens com o design e quão criativos temos que ser, posso estar errada, mas acho que a tua queda é mesmo para a arquitectura! Na arquitectura geometria não te vai faltar e tens também que ser criativa mas de uma outra forma, não é tão fulcral como no Design Gráfico.

      Sim, correria é igual a trabalho, realmente não me posso queixar! E estes dias de Páscoa em Chaves já me souberam pela vida para re-carregar baterias! eheh, agora é voltar à carga.

      E sim, gosto mesmo muito do que faço, por isso é que tu tens que ter mesmo certezas do que queres para daqui as uns anos quando estiveres licenciada e até mesmo durante o curso, estejas bem com o que fazes!

      Obrigada! Tudo de bom para ti tb menina*

      Eliminar
  11. Pois eu sei que tenho de ter certezas, mas não tenho. Eu gosto de Geometria, adoro! Mas também estive a ver as cadeiras de design e assim e acho que também me identifico. Aliás nos trabalhos da escola, quando é daquilo de apresentações, preocupo-me mais em pôr aquilo tudo apelativo do que propriamente com o conteúdo ahaha, é mais divertido, e passo horas nisso e acontece-me o mesmo do que com Geometria, perco a noção do tempo! A verdade é que acho que era feliz nos dois, mas recuperando algumas coisas que disseste anteriormente, as coisas em arquitetura parecem-me mais escassas e mais chatas, tu própria falaste algo relativo a isso, das burocracias e assim.. E o Design tem tantas vertentes. O problema é que eu não sei bem qual a mais abrangente e o que se faz propriamente em cada uma. Há Design Gráfico, de Comunicação, de Produto, etc. É confuso para mim, pelo menos agora :s

    ResponderEliminar
  12. Sim, o Design é bastante abrangente.
    E é isso mesmo, existem várias vertentes. O Design Gráfico que pode ser também chamado de Design de Comunicação é o meu, ou seja, tudo que é logotipos, editorial, no fundo é tudo o que é estático e pode ser digital como print. Criamos e trabalhos marcas, publicidades, paginamos revistas, livros, fazemos cartazes, montagens fotográficas, ilustrações também, etc. É bastante abrangente!! O Design de Produto é o mesmo de Design Industrial, ou seja, criar objectos, essencialmente tudo que é tridimensional com o fim de ser apelativo e funcional. Entretanto foram-se criando outras vertentes de design como Design do Ambiente que acaba por ser um bocado mescla de design do produto com arquitectura, ou seja, objectos de exterior para o bem ambiente. E depois claro, temos o design de moda que esse nem precisa de apresentações : )

    Mais esclarecida? : )

    ResponderEliminar
  13. Siiiim, fogo... Obrigada! Desculpa lá tanta pergunta, Inês. Já agora aproveito para dizer que vi o vídeo quando tu e o Gonçalo foram à televisão e é bom ver o vosso sucesso, parabéns! E também estive a ver algumas coisas do vosso portefólio do INELO, que coisas tão criativas e fantásticas, mais uma vez os meus parabéns! Tu antes de ires para o curso imaginavas-te a fazer essas coisas? Tinhas assim na mente algumas dessas ideias? Pergunto porque muita gente me diz que até nem tinha, apesar de ter gosto por isso e assim, mas que durante o curso desenvolveu muito mais a criatividade.

    OBRIGADA POR TUDO! Acho que se a minha mãe não tivesse encontrado o teu blog por acaso ao tentar ajudar-me, nunca teria esclarecido tantas dúvidas que tinha! Acho que te posso considerar um "anjo que caiu do céu" ahaha.

    ResponderEliminar
  14. E já agora, tu quando foste para a universidade já desenhavas assim avançado? Do género realista ou, apesar de não ser real, desenhavas bem?

    ResponderEliminar
  15. ooh obrigada! Sabe sempre muito bem receber críticas tão positivas quanto as tuas : )
    E se imaginava? Não, nada! Mas ambicionava claro! É bom pensarmos sempre em grande para conseguirmos atingir os patamares que pretendemos. Tem sido uma experiência muito enriquecedora e de dia para dia aprendemos sempre mais porque na verdade, o design gráfico está todo à nossa volta, é uma pesquisa constante e uma vontade de fazer coisas novas que não tem fim. Eu se olhar para os trabalhos que fiz na faculdade, até me dá vontade de rir, mas a piada é mesmo essa! Afinal de contas, vamos lá para aprender não é? Mas também te digo, a faculdade foi uma excelente base, mas desde que ando no mercado de trabalho, já aprendi tanto ou mais do que na faculdade. Com os erros, com os clientes, com a experiência no fundo.

    Sobre a pergunta do desenho, nunca foi o meu forte e nem precisa de ser na nossa área. É outro género de desenho que não o realista, se bem que pode ser! Depende do teu traço e de como o queres fazer chegas às pessoas : ) Por acaso eu e o Gonçalo aplicamos muito a manualidade nos nossos trabalhos e sem nos apercebermos, criámos o nosso traço e é sempre com esse intuito que recorrem a nós.

    É um gosto estar-te a ajudar : ) FIco contente que estejas mais esclarecida! Qualquer coisa já sabes! ;)

    ResponderEliminar
  16. Querida Inês,

    Depois deste e-mail a minha consciência sente-se mais calma. A verdade é que pensei que já precisava de ir para lá a desenhar minimamente bem (por assim dizer realista), que precisava de já me imaginar a fazer aquilo tudo para perceber que irei ser minimamente boa ou mais que boa. Sou muito perfecionista e confesso que, apesar de demonstrar aos outros que não sou ambiciosa, considero-me e muito! Mas voltando ao assunto, depois do que aqui escreveste sinto que afinal as minhas dúvidas são normais.
    Outro factor que também me provoca este estado é o do "desemprego". São todos os colegas e a maior parte dos professores a dizerem-me que "só vais gastar dinheiro aos meus pais", "vais para o desemprego" mas eu tenho personalidade o suficiente para ainda não ter mudado de opinião quanto ao que penso. Acho que ir para um curso só porque tem emprego é um erro, segundo a minha forma de pensar e ser, é. Sei que sou daquelas pessoas que só se entrega verdadeiramente naquilo que gosta. Mas não vou negar que o que me dizem me faz pensar um bocadinho.. Acho que essa parte nos preocupa a todos em geral. Mas estou confiante que dentro de 3/5 anos, enquanto se tira a licenciatura e em caso de mestrado que algo mude no nosso país, pelo menos há que ter esperança!

    Beijinhos e, mais uma vez, obrigada!
    Acho que foste a pessoa a quem já proferi mais a palavra "Obrigada"! ahaha


    P.S- estive a pesquisar sobre as universidades e toda a gente me aconselha Aveiro porque está no ranking das melhores Universidades da Europa a Design, se não me engano. E a irmã do meu namorado andou lá e fala muito bem e neste momento está a trabalha numa multinacional em Londres. E também andei a pesquisar sobre onde andaste já que me falaste muito bem! Mas pedem os tais pré-requisitos que falaste, um portfólio acho. Tu na altura como apresentaste, isto é, que continha o portfólio, que género de trabalhos? Como já sabes nunca andei em artes..

    ResponderEliminar
  17. Desculpa as minhas big mensagens :o
    *.*

    ResponderEliminar
  18. Ainda bem que te deixei mais descansada! A faculdade pode assustar, mas ao fim ao cabo não é nada de outro mundo : ) E só tens é que disfrutar dela ao máximo.

    Sobre o desemprego, infelizmente é geral, não é só na nossa área! E eu até penso ao contrário, ou seja, se por acaso eu estivesse sem trabalho, não estaria parada, no mínimo estaria a inventar trabalhos para mim e para o portfólio e há sempre coisinhas para fazer, há sempre um amigo que precisa de uma mãozinha ou um conhecido de um amigo ou familiar. O facto de sermos abrangentes e criativos, é um ponto bastante a favor! (Não te parece?).
    Mas quero acreditar, tal como tu, que daqui a 3/5 anos isto estará muito melhor.

    Sim, a escola de Aveiro é óptima! A que eu andei também, mas tem os tais pré-requisitos e já não vais a tempo.
    E há mais escolas boas também! É uma questão de veres através pelas cadeiras e o género de design que te identificas mais.

    De nada! como já te tinha dito, é um gosto! : ) E qualquer dúvida que tenhas já sabes que podes contar cmg.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Eu andei a pesquisar e realmente no ranking mais recente as que vêm lá a nível do Design são a de Aveiro e a Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha. Eu fui à de Aveiro no verão passado e deram-me informação que estavam a ter aulas em salas subterrâneas e, sinceramente, fiquei um pouco desiludida por esse motivo. Para mim a luminosidade é importante nesta área. Acho que o facto de toda a gente gostar de Portugal é o sol, porque nos põe bem dispostos e com mais vontade de criar, a meu ver! E pelo que pesquisei, não em parece que Aveiro tenha tão bom equipamento, com isto digo tecnologias de que possas usufruir. E outro dia vi a tal Escola Superior de Artes e Design, só tem cursos ligados ao Design, Artes Plásticas, Teatro e Cinema se não em engano. E pareceu-me muito porreira! A única diferença é que lá já tenho de escolher a vertente, em Aveiro é Design só, depois convém tirar um mestrado em algo específico.

    Esta é a tal escola das Caldas da Rainha:

    http://www.esad.ipleiria.pt/index.php?id=2

    E a vertente que penso despertar mais o meu interesse é esta:
    (mandei-te isto para ver o que achas dos planos de estudo e assim)

    http://cursos.ipleiria.pt/Licenciaturas/Pages/mostrarConteudo.aspx?cid=9729#.UWXFkZM052A

    ---------------

    A de Aveiro tem, como planos de estudo:

    http://www.ua.pt/PageCourse.aspx?id=20&p=4


    O que se torna mais complicado para mim também são as distâncias.. Com o meu namorado cá.. É sempre difícil. Acho que depois da tua história com o Gonçalo deves perceber um bocado esta parte..

    - Desculpa tanta pergunta. E se estiveres ocupada responde quando puderes, é na boa. Já agradeço o teu tempo e a rapidez com que respondes!


    Um beijinho carregado de boa sorte para o teu dia a dia! :)



    ResponderEliminar
  20. E desculpa. esqueci-me desta que também vi referência. É em Lisboa, talvez me saibas dar mais referência desta por viveres lá!

    http://www.fba.ul.pt/cursos/licenciaturas/design-de-comunicacao/

    O plano de estudos está mais a baixo. É a vertente de comunicação, que como disseste, é o mesmo que Gráfico pelo que percebi num dos comentários.

    Acho que mandei muita coisa! Se andares com muito trabalho não te preocupes em responder! Lá respondes quando puderes! Ainda faltam dois meses para me decidir! ;)

    ResponderEliminar
  21. Olá! : )

    A escola de Aveiro tem boa fama, e a ESAD das Caldas da Rainha tb! Eu só conheci melhor essa escola depois de me licenciar, e pareceu-me ser bastante interessante, é mais artística pelo menos, é um outro mundo e o espaço tb é porreiro, para além de que a cidade me parece um bom sítio para viver. Sobre o curso que me enviaste e que te inclinas mais, é precisamente o meu e as cadeiras são muito interessantes, bastantes vertentes que irás estudar se fores para esta escola.

    O último que enviaste, é a escola de Belas artes de Lisboa, tenho amigos que já lá andaram e gostaram. É a mais artística de todos digamos, pois inicialmente só tinha pintura, escultura, etc. Esta tem a vantagem também de estar em Lisboa, e por cá sempre tens mais variedade no que toca à cultura e sítios a visitar.

    Conheço pessoal que andou nas 3 escolas, o problema é que não dá para te dizer qual é a melhor porque cada um fala bem é da sua! eheh e como não têm termo de comparação.. Mas eu acho que no fundo são todas boas, dps a tua formação depende também muito de ti e do que queres beber da informação que te dão, que no teu caso, parece-me que por seres tão interessada vais-te sair bem em qualquer uma ;)

    Sobre o namorado, sim! isso da distância é complicado realmente, e eu bem sei do que falo! Na altura quando fui para a faculdade tb tinha um namorado e passei pelo mesmo dilema mas dps superou-se bem. Temos sempre os fim de semanas, assim como a internet e o telefone...Se gostam mesmo um do outro, tudo se supera e até fortalece! (mesmo!).

    A vida é feita destas coisas : ) Dilemas! E assim é que tem graça..

    Cheira-me que já te decidiste pelo curso, não?

    ResponderEliminar
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  23. Olá Inês! Já tinha saudades das tuas reconfortantes palavras! :)
    Obrigada por todas as informações. é claro que cada um fala bem da sua mas como andas em Design pensei que eventualmente poderias saber algo sobre as universidades assim mais conceituadas mas já me apercebi que neste ramo fala-se bem de muitas! Por isso fiquei mais descansada! Ainda não me decidi totalmente, mas acho que estou mais inclinada para Design. Andei a falar com algumas pessoas, mais sobre Design e na altura que escolheram também andavam indecisas entre Arquitetura e Design e o que me disseram foi que foram para Design porque se aperceberam que Arquitetura é um ramo menos flexível quanto à criatividade, exigia mais regras e essas coisas. E eu, sinceramente, entre Arquitetura e Design acho que me imagino mais em Design. Mas como já te disse há aquela vontade de aprender e fazer, mas só saberei se tenho jeito para isso no curso. Acho que todos passam pro estas dúvidas pelo que me tenho vindo a aperceber.
    Sobre o que disseste dos namoros, é verdade. Se corresse sempre tudo bem não tinha piada. E é nas adversidades que se vê o quanto as pessoas gostam uma da outra. Vamos lá ver como corre! :)
    Esse namoro era com o Gonçalo? Não sei se já te disse isto mas a vossa história dá-me força todos os dias para acreditar que isto será apenas uma nova fase e que nos vamos sair bem! Acho que podem ficar bem contentes por isso!
    Um grande obrigada! *.*

    ResponderEliminar
  24. Ooh : )

    Ora essa! Mas sim, no geral as escolas são boas, depois depende muito de nós do quão bom também queremos ser! Sobre isso do Design ser mais abrangente do que Arquitectura, sim, sem dúvida! Aliás, já tínhamos falado aqui desse factor, eu própria fui uma das que estava indecisa e na balança esse motivo também contou bastante para a minha decisão.

    Quanto ao assunto do namoro, não, o namorado de que falei não era o Gonçalo, era outro menino que namorei alguns anos e que apanhou o secundário com a ida para a faculdade (e descansa, o motivo por termos acabado não foi a distância), porque com a distância, apesar de no início também achar que poderia ser um problema, acabou por se resolver com os telefones, internet e os fim de semanas claro. E depois o regresso a casa e o reencontro ainda se torna mais especial :D

    Com o Gonçalo comecei a namorar já estava mesmo no fim do curso e acabou por ser o próprio Design que inicialmente nos uniu (eheh). Com ele também passei pelo drama da distância, principalmente quando fui de ERASMUS para Inglaterra, que aí não havia nem fim de semanas e pouco telefone, o que nos valia era mesmo a internet e provavelmente até foi esse início de relação à distância que ajudou que a nossa relação se tornasse tão sólida e especial : )
    É bom saber que a nossa história te inspira e dá forças! Realmente somos um caso real que podes ver como tudo é possível quando há amor. Fico muito lisongeada e contente!

    E sim...são fases. E todas as fases são boas, aproveita-as bem!

    De nada menina, gosto de falar ctg ;)
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  25. Pois, no geral são boas. O que li outro dia na Internet foi uma crítica à Universidade de Belas Artes em Lisboa. Dizia que a escola estava em péssimas condições e davam muito o lado "histórico". E o que me desentusiasma em Aveiro são os planos de estudo e o facto de as aulas serem em catacumbas. O plano parece-me muito ligado à teoria em geral. Não tem cadeira de fotografia que eu adorava ter. E assim cadeiras ligadas a tecnologias, como por exemplo, web design e isso, não tem. SE calhar por ser aenas curso de Design e não já uma vertente em si.
    E uma coisa que me indignou imenso quando vejo a descrição das cadeiras são as bibliografias obrigatórias que são, por vezes, enormes e em inglês, francês e mais sei lá o que! ahaha, até fico assustada! Os cursos já parecem ser trabalhosos e aquilo então parece que ocupa o tempo todo! AHAHA

    Ah ok, pensei que podia ser o Gonçalo porque eu vi qualquer coisa no blog que vocês namoravam e ainda estavas na faculdade. Mas olha, às vezes há males que vêem por bem! ;) Neste caso, estás muito feliz com o Gonçalo e isso é que importa no meio de tudo!

    Eu também gosto de falar contigo e de seguir o teu blog. Tenho falado imenso de ti às pessoas. Não do que falamos, mas do blog e do teu trabalho. Nunca se sabe se quererão algum imperfeito ou algum trabalho vosso! Como tu própria disseste, isto é "passa a palavra".

    Um grande beijinho, carregadinho de agradecimentos!

    Neuza

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, ultimamente não ando muito em cima do acontecimento no que toca a escolas, e o pessoal que me dou também já acabou faz algum tempo. Mas sim, isso das condições não me admira porque Belas Artes é mais antiga e tem outra história, enquanto que as outras escola são bastante mais recentes e logo à partida as condições são logo outras!
      Fotografia também tive e adorei, foi aí que ainda despertei mais o meu bichinho da fotografia, mas web Design já foi mais ao lado porque aí já entrávamos noutro curso, tive uma cadeira de informática que tivemos umas noções, mas webdesign puro não tive. Hoje em dia no mercado de trabalho querem que façamos tudo, mas temos que ir contra o sistema! Mas se isso te interessa muito, analisa bem as cadeiras de cada escola, ou então tiras depois uma pós-graduação em web design ou até mesmo um mestrado. Depende das tuas prioridades e o que te interessa mais.

      Sim, e pensavas bem, eu ainda estava na faculdade quando já namorava com o Gonçalo, apanhou foi mesmo o fim! E sim, estou muuito feliz, aliás, estamos! :D

      Oh obrigada : ) É mesmo! Até agora o passa-a-palavra tem funcionado muito bem! eheh

      Vou passar a andar tb mais atenta ao teu blog ;)
      Muitos beijinhos menina*

      Eliminar
  26. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  27. Pois, acredito. A minha dúvida agora é se tire já uma vertente específica do Design, a tua, que é a que me chama mais à atenção e também por ser mais abrangente ou se tire apenas Design, como há em Aveiro e depois mestrado em alguma vertente. é isso que não sei o que será melhor. Eu preferia estudar em Aveiro, adoro a cidade, muito mais que Caldas da Rainha. Aliás, preferir preferia Porto ou Lisboa mas Porto não posso entrar devido a que só se pode entrar com Desenho.. E Lisboa podia.. mas não sei... A minha dúvida mesmo é se tiro Design ou já uma vertente do Design. Tu, que andas já no mundo do mercado, que achas melhor? Tirar logo o que acho ou fazer um mestrado depois de dar as bases do Design? É que pelo que vi nos mestrados não dás quase nada da Licenciatura, isto é, não tens quase cadeiras nenhumas da Licenciatura. E andar em Design e depois tirar Design Gráfico/Comunicação e não ter mais de metade das cadeiras que se tem na Licenciatura :s

    Eu perguntei do web design porque vejo que vocês fazem sites, aliás adoro o dos imperfeitos, foi o site mais original e mais porreiro que vi até hoje!

    Oh, que querida. O meu blog não tem nada de especial.. A minha vida não é assim tão interessante. Resume-se a estudar, namorar e pouco mais ahaha. Mas espero um dia vir a ter uma história para contar tipo a tua, seria bom sinal!

    E passa-a-palavra é comigo, por isso funciono de agente publicitária! xD
    Muitos beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, muito sinceramente acho que tirando só Design, acabas por estar bastante preparada porque já levas uma boa bagagem de tudo um pouco e mesmo não fazendo um mestrado ou pós-graduação, entras bem no mercado de trabalho e com bastantes vertentes. Porque nós nesta área, a partir do momento que temos a base, automaticamente temos vontade de mais e tornamo-nos mais auto-didáticos, pelo menos eu falo por mim, pelo Gonçalo e por uns quantos amigos. Somos mais dados à criatividade, logo temos mais facilidade nisso. O exemplo que referiste de fazermos sites, é isso mesmo, nem eu nem o Gonçalo somos web designer´s mas a partir do momento que tivemos a base na faculdade e ao sermos curiosos, sabemos mexer, para além de o layout dos sites é um trabalho gráfico, por isso aqui a dificuldade só seria fazer mexer o site! eheh (e obrigada pelo elogio ao site, apesar de já estar um bocadão desactualizado!! Temos que tratar de o actualizar).

      É interessante sim, todas as vidas são interessantes! E olha que estudar, namorar e passear é bastante interessante :D

      Ui! uma agente publicitária de passa-a-palavra parece-me muito bem e fico muito agradecida!
      Beijinhos querida *

      Eliminar
  28. Hum, és bem capaz de ter razão! Ou melhor, tens!
    É questão de eu pensar em todos os factores (distância, cidade, curso claro que acho melhor para mim consoante o que me agrada).
    Pois, é capaz! hehehe
    Quanto à publicidade, não será esquecida! ;)

    Obrigada mais uma vez, muitos beijinhos.
    Lá vamos falando! E vou continuar a estar atenta ao teu blog! ^.^

    ResponderEliminar
  29. De nada menina, qualquer coisa já sabes onde me encontrar ;)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  30. Olá Inês! Há algum tempo que não digo nada, mas tenho seguido o blog!
    Desculpa, mas tinhas dito que tiveste amigos a estudar Design na Universidade de Aveiro certo? Aconselham eles? Já que não me poderei candidatar à ESEIG, estava a ponderar Aveiro, falam-me bastante.. Não sei se é por vir no ranking apenas ou por outros motivos.

    Beijinhos querida!

    ResponderEliminar
  31. Olá Neuza! : )
    Olha, na realidade só conheço uma pessoa que lá andou e foi há algum tempo e este fim de semana, nem de propósito, estava à conversa com uns amigos e surgiu esse tema, da universidade de Aveiro ser bastante generalista, ou seja, é bastante abrangente e acaba por não se centrar em partes específicas do design mas sim no design por um todo. Isso pode ser bom porque te permite ter mais zonas de manobra para mais tarde perceberes porque lado queres seguir, e no teu caso, como ainda não sabes bem ao certo, não parece descabido ires por aí! Agora se queres uma coisa mais específica, como Design Gráfico, Industrial, etc. Não sei se será o melhor caminho. Mas lá está, isto é só o que eu oiço, não te quero estar a dar informações erradas. Mas se me lembro, tu tinhas desgostado do plano de trabalhos não foi?

    Beijo Beijo!

    ResponderEliminar
  32. Sim tinha.. Achei que tinha muita teoria.. Mas se calhar é porque é Design. Daí não ter cadeiras ligadas tanto à tecnologia e outras mais práticas. Tenho de pesquisar melhor e tentar informar-me ao máximo disso, já falta pouco para a decisão! Que nervos! :s

    Beijinhos para ti :*

    ResponderEliminar
  33. Liguei para lá hoje. Vá... o meu pai ligou ahaha. E depois continuei a falar, e foi a diretora do curso que falou comigo e ela diz que Aveiro foi a escola pioneira no curso. Porque antes eles tinham Design Comunicação e Design Industrial, dois cursos. E o que me explicou foi que cada um apenas não correspondia às necessidades do mercado, que às vezes apareciam trabalhos/projetos aos quais os designers não conseguiam responder. Então eles decidiram unir os cursos como um só e abordam as duas áreas com esse intuito. E a Diretora, muito simpática, ainda me disse que hoje em dia já não faz sentido não tirar um mestrado, que o mercado de trabalho quase o exige, e que depois sempre me podia licenciar mais especificamente numa das áreas. Mas tenho pena se escolher por aí... Vou perder imensas cadeiras do meu interesse... Ainda nada está decidido. As três hipóteses seriam:

    - DESIGN: Universidade de Aveiro e a Universidade Técnica de Lisboa-Faculdade de Arquitetura (esta última, a nível de Erasmus, é quase escassa na área);

    - DESIGN DE COMUNICAÇÃO: Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa (esta tem opções de Erasmus incríveis! Delirei! E o plano então, gostei. Não sei se o ensino é das melhores mas pareceu porreira a universidade, mas bastante degradada..)

    ResponderEliminar
  34. Hmmm isso que a directora falou de que o mercado exige Mestrado, não é bem assim. Eu por exemplo não tirei mestrado e ando no mundo do mercado, e quando falo de mim, falo de imensa gente que conheço da área e que não tirou mestrado e safa-se bem.

    Quanto às faculdades, eu como não andei em nenhuma dessas não posso opinar, mas o que acho é que deves seguir o que gostas e dentro do programa de cada uma o que te cativa mais. Belas Artes tem boa fama, e sim, está degradada no sentido de ser uma faculdade muito antiga, mas não me parece que isso prejudique o ensino. Depois também as Caldas da Rainha que não vem aí nos teus exemplos mas que acredito que também fosse um bom caminho para ti.

    Desculpa desta vez não estar a ajudar tanto, mas é o máximo que te consigo dizer tendo em conta o pouco que sei de cada uma. Mas uma coisa que sei e isso é certo, é que deves seguir sempre pelo que gostas, o que puxa mais por ti e o que sentes ser mais interessante e só depois escolhes a escola ou até mesmo a cidade.

    Beijinhos! Fico à espera de saber para onde tendes mais..

    ResponderEliminar